Desafios e oportunidades para empresas pós COVID

Desafios e oportunidades para empresas pós COVID

  • 60 Minutos de duração
  • 1 Aulas
  • 1 Módulos
  • 1 mês de suporte
Acesso Gratuito
Acessar Dê um passo adiante em sua carreira!
EAD Cursos Aciscs

Alessandro Leone Presidente da ACISCS recebe Deiverson Migliatti  onde o Empresário de São Caetano do Sul conta sua trajetória de ex estagiário da Casas Bahia até ser franqueador da maior rede de Cafés Especiais do Brasil. CEO e fundador da Rede de franquias Sterna Café e Franqueado das marcas Subway e KFC.  Atuante e defensor do modelo de franquias a mais de 11 anos irá apresentar dados e falar um pouco sobre o mundo do franchising e do cenário da economia atual pós Pandemia.

A trajetória do empresário Deiverson Migliatti

A história do empresário Deiverson Migliatti começou em 2002 com seu primeiro estágio remunerado nas Casas Bahia. Na época, ele recebia R$ 580,00 pelo CIEE e destinou parte deste valor para o pagamento de sua faculdade. Cursou desenho Industrial na Uniban e só foi possível concluir os estudos graças ao FIES.

Dentro do grupo Casas Bahia, Migliatti percorreu vários setores chegando até a implementar seu projeto de conclusão de curso em comunicação visual na empresa, padronizando toda a frota. Em 2009, o baque. Com a fusão do grupo, Migliatti foi desligado.

A veia empreendedora pulsou mais forte. Havia dois caminhos: continuar no varejo onde já tinha experiência comprovada ou empreender. Em setembro de 2009, aos 25 anos e com dinheiro do Proger, fundo de investimento do Banco do Brasil, Deiverson comprou sua primeira franquia: Uma loja da Subway, marca que estava recém-chegada a São Paulo. 

Entre vitórias e fracassos, foi um caminho longo. Fez escolhas erradas, faliu algumas vezes até encontrar o seu segmento: Cafés especiais. Depois de fazer mochilão e passar por 60 países, veio o ‘start’: em 2015, aos 31 anos, abriu a primeira cafeteria dentro do Hospital Sabará. Um ano depois, em junho de 2016, nascia a primeira unidade franqueada.

Em 2019, a Sterna Café, a maior rede de cafés especiais do Brasil, presente em 6 estados brasileiros, encerrou o ano com mais de 80 lojas e faturamento de 25 milhões. 

Em 2020, mesmo durante a pandemia, o Sterna Café inaugurou 5 lojas, totalizando 86 unidades, sendo 60 em operação e chegando no Nordeste sendo a primeira unidade a ser inaugurada em Recife no mês de novembro. 



A trajetória do empresário Deiverson Migliatti

A história do empresário Deiverson Migliatti começou em 2002 com seu primeiro estágio remunerado nas Casas Bahia. Na época, ele recebia R$ 580,00 pelo CIEE e destinou parte deste valor para o pagamento de sua faculdade. Cursou desenho Industrial na Uniban e só foi possível concluir os estudos graças ao FIES.

Dentro do grupo Casas Bahia, Migliatti percorreu vários setores chegando até a implementar seu projeto de conclusão de curso em comunicação visual na empresa, padronizando toda a frota. Em 2009, o baque. Com a fusão do grupo, Migliatti foi desligado.

A veia empreendedora pulsou mais forte. Havia dois caminhos: continuar no varejo onde já tinha experiência comprovada ou empreender. Em setembro de 2009, aos 25 anos e com dinheiro do Proger, fundo de investimento do Banco do Brasil, Deiverson comprou sua primeira franquia: Uma loja da Subway, marca que estava recém-chegada a São Paulo. 

Entre vitórias e fracassos, foi um caminho longo. Fez escolhas erradas, faliu algumas vezes até encontrar o seu segmento: Cafés especiais. Depois de fazer mochilão e passar por 60 países, veio o ‘start’: em 2015, aos 31 anos, abriu a primeira cafeteria dentro do Hospital Sabará. Um ano depois, em junho de 2016, nascia a primeira unidade franqueada.

Em 2019, a Sterna Café, a maior rede de cafés especiais do Brasil, presente em 6 estados brasileiros, encerrou o ano com mais de 80 lojas e faturamento de 25 milhões. 

Em 2020, mesmo durante a pandemia, o Sterna Café inaugurou 5 lojas, totalizando 86 unidades, sendo 60 em operação e chegando no Nordeste sendo a primeira unidade a ser inaugurada em Recife no mês de novembro. 




1 mês Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 1 mês após a matrícula.

Empreendedores

EAD Cursos Aciscs
""


Conteúdo Programático

  • 1. Ead Cursos Aciscs
Voltar ao topo